Mafra(SC), Quinta-Feira, 30 de Junho de 2022 - 03:32
09/06/2022 as 07:41 | Por Assessoria |
STJ nega habeas-corpus para laranja do vice-prefeito Renato Pike (PL)
Teles está preso acusado de participar da movimentação de R$ 11 milhões em cinco anos
Fotografo: divulgação
Teles está preso-sbcsul.9.6.22

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou liminarmente na quinta-feira, 2, mais um pedido de habeas-corpus de um dos presos na sétima fase da Operação Et Pater Filium. Sidnei Teles, acusado de ser laranja de Renato Pike, movimentou R$ 11 milhões em cinco anos conforme apurado pelo Ministério Público (MPSC) e exposto na denúncia que embasou a sétima fase da operação que prendeu o ex-prefeito e vice de Canoinhas, Beto Passos (PSD) e o vice Renato Pike (PL).

Para o MPSC, Teles era laranja de Pike. Conforme os depoimentos de Adelmo Alberti e de um empresário, Teles é pessoa simples, sem escolaridade, que sofre de alcoolismo e trabalha lavando carros nas revendas de veículos de Pike, “circunstâncias também evidenciadas pelas declarações do próprio Teles em janeiro de 2019, quando foi preso em flagrante por conduzir embriagado veículo automotor – ocasião em que declarou renda mensal de R$ 800 e afirmou não residir em imóvel próprio.

Com a quebra de sigilo bancário, consistentes no valor movimentado na conta-corrente da empresa registrada em nome de Sidnei descobriu-se que o valor movimentado em cinco anos ultrapassou os R$ 11 milhões. Na conta pessoal de Teles, no mesmo período, esse valor não passou de R$ 40 mil, menos de R$ 700 por mês

 

 

Fonte Jmais




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil