Mafra(SC), Sexta-Feira, 27 de Maio de 2022 - 21:12
06/05/2022 as 20:56 | Por Redação |
SC já contabiliza 23 mortes por dengue e Mafra registra 9 casos suspeitos de infecção
Seis barros apresentam focos positivos para larva do mosquito e preocupam Saúde de Mafra
Fotografo: divulgação
Mosquito perigoso..sbcsul.6.5.22

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela DIVE/SC, já foram confirmados 9.422 casos de dengue, desses, 7.515 são autóctones (com transmissão dentro do estado). A transmissão da dengue acontece durante a picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado com vírus. Já são 23 mortes em 2022. Mafra não registra óbitos devido a picada do mosquito transmissor da dengue, mas o registro em 2022 era de 7 pessoas com os sintomas e no dia 4 de maio, mais dois casos entraram para estatística de suspeitos infectados.

 

No período de 02 de janeiro a 27 de abril de 2022, foram identificados 33.123 focos do mosquito Aedes aegypti em 223 municípios catarinenses. Em Mafra, por meio do Programa de Endemias, foi constatado 9 focos positivos para larvas do mosquito Aedes aegypti nos bairros Vila Nova, Faxinal, Espigão do Bugre, Vila Ivete, Jardim do Moinho e Jardim América.  

 

Ainda sobre o boletim epidemiológico do estado dá para comparar ao mesmo período de 2021, quando foram identificados 34.156 focos em 212 municípios catarinenses, observa-se uma pequena diminuição no número de focos detectados. Em relação à situação entomológica, até 27 de abril de 2022, 126 municípios foram considerados infestados, o que representa um incremento 12,5% em relação ao mesmo período de 2021, que registrou 112 municípios nessa condição.

 

Dengue

Os sintomas duram em média sete dias, semelhantes a uma gripe, dependendo do estado de saúde do paciente antes de adoecer. Em geral, adultos saudáveis, com imunidade alta costumam se recuperar da doença em apenas três dias.

Normalmente, o primeiro sintoma da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início repentino, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e erupções cutâneas.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil