Fale Conosco
(47)997532591

Mafra(SC), Sábado, 15 de Junho de 2024 - 07:10
Moeda
Dólar - BRL 5.3767
Libra - BRL 6.823
Euro - BRL 5.7645
Bitcoin - BRL 209250,95

13/11/2023 as 18:26:53 | por Sinval Campelo |

Polêmico decreto do prefeito Maas paralisa serviços por 23 dias a partir de dezembro

Entenda as armadilhas do decreto que pretende parar Mafra a partir do próximo dia 15.Há mobilização para que Maas revogue o decreto

Fotografo: divulgação
...
Jonas Dentista usa a tribuna da Câmara para falar sobre polêmica-sbcsul.13.11.23

O prefeito de Mafra, Emerson Maas (PODEMOS) escancarou  sua posição de administrador festeiro e politiqueiro, quando anunciou, no fim de outubro, as festas natalinas para comunidade e concedeu recesso de fim de ano prolongado para servidores municipais, o que pode ser considerado como uma propaganda eleitoreira antecipada do prefeito Maas visando fechar o ano de 2023 “de bem” com cerca de 2000 servidores municipais, o que pode representar em média 6 mil votos junto ao funcionalismo e seus familiares na próxima eleição do ano que vem, mas que traz prejuízos para população em termos de obras, recuperação de estradas e atendimento médico e odontológico, serviços essenciais, ainda mais que Mafra vem de duas enchentes ocorridas em outubro e novembro e muitas pontes, ruas e estradas precisam de manutenção.   

 

O recesso de natal que geralmente era de 5 dias para cada escala e entre os dias 20 e 24 de dezembro, e no Ano Novo, entre 27 e 31 de dezembro, agora a partir do decreto 5.324 de 31 de outubro de 2023 passa a ter 23 dias de folga, e pasmem, do dia 16 de dezembro até o dia 7 de janeiro, representando a paralisação de serviços importantes, como atendimento em postos de saúde. Há mobilização por parte de setores da sociedade para que o prefeito revogue esse decreto absurdo.

 

Na Câmara Municipal, o vereador Jonas Schultz (Jonas Dentista) que também é servidor público municipal e tem grande reciprocidade entre o funcionalismo se posicionou sobre o decreto de “natal prolongado” afirmando que, a principio como funcionário público municipal ele viu o decreto como ótima medida, mas como vereador precisava se posicionar do lado da população, a qual ficará desassistida por esse período prolongado.

 

-  E os servidores públicos vão brigar comigo... mas não posso deixar de falar do decreto que vai parar o município praticamente por 1 mês. Vamos ter um Natal prolongado, aquele que todo o servidor público sonhou ! disse Jonas Dentista, mas ele tentou abrir os olhos do servidor público e da população para as armadilhas deste decreto.

 

-Parece um benefício, mas não é, pode ter certeza! Com este “benefício” ao servidor público, a Prefeitura simplesmente vai deixar de pagar a conversão de 1/3 de férias em dinheiro ao servidor e o vale alimentação..., os vintão por dia trabalhado, em dezembro também deixa de receber, para daí dizer que o servidor foi apoiado com dias de folga prolongados, mas na verdade vai passar o Natal sem receber os vintão – completou. O vereador voltou a dizer que R$ 20 de vale alimentação não paga uma refeição e que o servidor merecia mais, mas é o que vem sendo pago pelo prefeito e o servidor conta com essa ajuda no orçamento do mês.


 

O posicionamento do vereador Jonas Dentista teve apoio de outros colegas de plenário, mas apenas o vereador José Adir Ulbrich (Solidariedade) se manifestou publicamente. Ele disse que é contrário ao recesso natalino prolongado, o qual vem na contramão do momento em que passa Mafra. José Adir projetou que o prefeito Maas precisava  acelerar as obras de recuperação de estradas e ruas em todo município, ao invés de parar e assim como manter serviços essenciais para população e que, o funcionalismo vai estar sobrecarregado de serviço quando voltar a trabalha em 7 de janeiro. 

 

 O decreto estabelece diretrizes para a redução e otimização de despesas de custeio no âmbito da administração pública direta e indireta do poder executivo municipal de Mafra e dá outras providências, apontado pelo prefeito como “contingenciamento de despesas até o dia 31/12/2023”, o que significa que a Prefeitura pretende economizar nestes dias de folga prolongada com água, luz, pagamento de horas extras, diárias, combustível e fornecedores, além do vale alimentação, o qual se referiu Jonas Dentista. Ou seja, pára tudo por 23 dias porque não tem dinheiro no caixa. Entretanto, o município vai custear a festa natalina em torno de R$ 394 mil, onde as crianças terão brinquedos para se divertirem na praça Miguel Bielecki, mas para participar os pais ou responsável pela criança precisa pagar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jonas Dentista usa a tribuna da Câmara para falar sobre as armadilhas do decreto e da polêmica que está se tornando...

 

 

 

 


Este Portal de Notícias é uma publicação da SBC do Sul com o CNPJ , e trata-se de uma empresa de direitos privados na área da Comunicação. INFORMAMOS a quem interessar possa, que, Todo e Qualquer Conteúdo e Imagens aqui publicados, exibidos neste portal de notícias e nesta página são de nossa inteira e total Responsabilidade.
A empresa franqueadora desta Plataforma ou a Cessionária da Rede não possuem nenhuma relação de Responsabilidade JURÍDICA para com as nossas matérias, artigos ou outras publicações. Caso haja alguma dúvida em detrimento a esta matéria ou outro conteúdo entre em Contato com a direção de nossa empresa através do E-mail 0 ou de nosso WhatsApp (47)997532591
COMO ENVIAR CONTEÚDOS
OUTROSSIM: Caso queira nos enviar qualquer conteúdo jornalístico, ele deve vir assinado por um jornalista ou o seu Autor e a(s) IMAGEM(ENS) deve estar com uma Autorização por Escrito por parte do Fotografo Autor da MESMA - Autorizando o USO (da publicação da mesma), pois, aqui respeitamos as Leis brasileiras e a Lei dos Direitos Autorais nacional e internacional.

Copyright© Todos os direitos reservados Rede SBC do Brasil - 2006 a 2918

Sites e Notícias em rede - se trata de um projeto patentiado no INPI

SBCW - Tecnologia web Agência digital