Mafra(SC), Quinta-Feira, 30 de Junho de 2022 - 03:25
09/06/2022 as 04:12 | Por Sinval Campelo |
Mulher denuncia que sofreu ameaças de vereador do PL
PL se mobiliza para tentar bafar escândalo em ano eleitoral
Fotografo: divulgação
Fui vítima de ameaças...sbcsul.9.6.22

É ou não é...tudo indica que o Partido Liberal (PL) de Mafra abafou um escândalo que se projetava para ser um ponto negativo para a sigla e trazer dividendos desastrosos para os possíveis candidatos a deputado estadual e federal pelo PL de Mafra.

O caso é o seguinte, no dia 1º de junho, a mafrense  Elizangela Hack, a qual foi candidata a vereadora em 2020, pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) gravou um vídeo e postou nas redes sociais mostrando um Boletim de Ocorrência (BO) contra o vereador do PL, Jonas Heide. Segundo Elis, o vereador do PL a ameaçou de vazar um áudio super comprometedor que iria abalar a integridade da vítima. Os dois, Elis e Jonas Heide, já tiveram diferenças no passado, por questões políticas, mas agora com a ameaça que Elis diz ter recebido parece que foi a gota d´água para as divergências virarem caso de polícia.

-Ele me ameaçou, tentou me intimidar e eu fiz um BO na Polícia Civil contra esse cidadão e vou buscar meus direitos...acionar o conselho de ética da câmara... e chega dessa política forte nojenta de Mafra – disse Elisangela Hack.

Procurado pelo SBCSul, o vereador do PL, Jonas Heide se defendeu alegando que não há provas de nada, apenas “achismo” por parte da mafrense Elis.

-Ela que está fazendo um auê... eu vou esperar chegar o boletim de ocorrência, a denúncia que diz que fez no Ministério Público pra ver o pode ser crime numa conversa particular que eu digo, que eu vou fazer uma coisa e não fiz... e, é essa coisa que supostamente eu diria... é o que tem de tão relevante ?  - comenta o vereador Jonas Heide.

No vídeo, a mulher fala que o cargo de vereador é uma função pública e que o vereador (Jonas Heide) é empregado do povo, tem que saber ouvir críticas e elogios do povo.

-Vou procurar meus direitos e vamos conversar na Câmara de Vereadores bem de pertinho...- diz Elis. Recentemente, o PL de Mafra, através do seu presidente, o ex-candidato a prefeito e ex-policial, Edenilson Schelbauer, comentou no Grupo de Whatsapp SBCSul de que essa polêmica toda estaria no âmbito pessoal e não caberia ao partido se envolver. No entanto, o PL, nos bastidores tem mobilizado a presidência da Câmara de Vereadores para não dar  “palanque” para que a denunciante se pronuncie em uma sessão da Câmara.

- A política de Mafra está uma máfia...esbraveja Elisangela, ao saber que o Legislativo tenta proteger um dos seus.

Já Jonas Heide acredita que tudo não passa de uma tempestade num copo d´´agua produzido pela denunciante. 

- Mas não sei... Eu estou quieto!  quem está balançando o BO dizendo que eu vou dizer e fazer...quem vai dizer se é crime ou não é o juiz, né? Ou o delegado ou o promotor, mas ela não! Mas, como sempre, né... ela é o delegado, promotor e juiz – ironiza Jonas Heide.

O SBCSul obteve uma cópia de um comunicado da Promotoria de Mafra, datada em 6 de junho, em que consta que, a denunciante Elis deve aguardar a polícia finalizar a investigação dos fatos e, posteriormente, encaminhar o processo e as provas que foram produzidas à Promotoria de Justiça para que a situação seja analisada, o que será realizado tão logo a investigação seja enviada ao Ministério Público de Mafra e na sequência, Elis será comunicada do parecer do promotor.

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil