Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Sábado, 31 de Julho de 2021 - 19:09
13/06/2021 as 16:46 | Por Sinval Campelo | 686
Jonas Dentista alerta que Prefeitura precisa fazer concurso para ajudar IPMM
Em Mafra, IPMM e PLASSMA são comandados por gestores políticos
Fotografo: divulgação
Jonas Dentista-sbcsul.13.6.21

É ou não é...a falta de realização de eleição para chefia do Plano de Saúde dos Servidores Municipais (PLASSMA) e Instituto de Previdência do Município de Mafra (IPMM) é uma contradição do prefeito Emerson Maas (PODEMOS) aponta o vereador do PSDB, Jonas Schultz (Jonas Dentista).

 

É verdade que, durante a campanha eleitoral Maas enfatizou para os servidores da Prefeitura que eles teriam a decisão de escolha, através de uma eleição interna, dos presidentes/diretores do IPMM e PLASSMA e isso ocorreria  em seguida que ele assumisse em janeiro, a chefia do executivo mafrense, em janeiro de 2021 e não foi o que aconteceu. O prefeito Emerson Maas nomeou por livre escolha dele, o funcionário público Francisco José Gomes Dantas para o cargo de presidente do IPMM e manteve no cargo de diretor/presidente do PLASSMA, João Carlos Landoski, por questões partidárias. Dantas apoiou o PODEMOS na eleição passada e Landoski é presidente do partido Democratas (DEM).

 

-O prefeito assinou TAC (termo de ajuste de conduta) com o Ministério Público no início do ano com compromisso de que faria mudanças no PLASSMA e IPMM beneficiando o servidor concursado. Mas só fez nos cargos de advogado e contador.

 

Jonas Dentista colocou o dedo na ferida, quando disse que muitos servidores estão se aposentando e a Prefeitura não tem feito concurso para admissão de novos funcionários a fim de suprir a falta destes e sim, aumentando os gastos da folha de pagamento com a nomeação de comissionados.

 

-A Prefeitura não está fazendo concurso para manter ou aumentar o efetivo, e é o servidor concursado que contribui para o IPMM e tem muitos servidores se aposentando...imagina, são cerca de 80% dos professores contratados em regime ACTs...precisamos de concurso e diminuir cargos comissionados. Os concursados contribuem para o IPMM e os comissionados contribuem para a Previdência Federal – pontuou Jonas Dentista, explicando sua preocupação com o futuro do IPMM.

 

-Da forma como está sendo gerido o IPMM, vai quebrar – cita o vereador Jonas Dentista, pontuando que o prefeito Maas está na contramão do que propagou durante a campanha eleitoral e que há uma continuidade da mesma estratégia de administração do IPMM praticada por gestões passadas, sendo que nada mudou.

 

-IPMM deve ter autonomia política e financeira...quando é que vamos ter uma autarquia independente, senhor prefeito..? – questionou Jonas Dentista durante sessão da Câmara do dia 1º de fevereiro.

 

Neste ano, por decisão de lei federal, o servidor municipal passa a descontar 14% para o instituto de previdência municipal em vez de 11% como era antes. Vereador Jonas Dentista destaca que, o atual prefeito remaneja prática política da mesma forma como gestões passadas faziam, de barganhar divida com o instituto repassando imóveis sob a responsabilidade da Prefeitura.

 

-A conta vai ser alta...você aposentado vai pagar 14% e quem vai se aposentar também, porque levaram seu dinheiro antes...disse o vereador Jonas, ressaltando que o instituto municipal pode deixar de existir em breve.

 

-Vai quebrar e não vai demorar muito! O IPMM e PLASSMA é dos servidores , quando é que vai ser independente ? – deixou o questionamento no ar, o vereador do PSDB.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil