Mafra(SC), Quarta-Feira, 10 de Agosto de 2022 - 14:55
11/06/2021 as 20:15 | Por Redação/assessoria |
Imetro-SC interdita bombas de combustível em São José e São Bento do Sul
Força Tarefa em SBS teve a participação da Polícia Civil, a ANP e o Procon
Fotografo: divulgação
Fiscalização Imetro-sbcsul.11.6.21

A semana foi de trabalho intenso para o Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro-SC) na fiscalização de Postos de Combustível. Com atuação de força-tarefa na Grande Florianópolis e no Planalto Norte, foram fiscalizados 18 estabelecimentos nos quatro dias de operação. Oito bombas medidoras foram reprovadas e quatro interditadas. As ações tiveram início na terça-feira, dia 8 de junho, e encerraram nesta sexta-feira, 11.

 

“O Imetro-SC tem trabalhado com dedicação na defesa dos direitos do consumidor e na justa concorrência de mercado, atuando para detectar fraudes de combustível, sejam elas mecânica ou eletrônica”, explica Rudinei Floriano, presidente do Imetro-SC, que participou da ação de hoje em São Bento do Sul.

 

A operação em São José foi realizada nos dias 8 e 9 de junho, em uma ação conjunta entre o Imetro-SC, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), e o Procon do Município. Foram fiscalizados oito postos de combustível, houve a verificação e a perícia eletrônica em 62 bombas medidoras. Seis foram reprovadas (prazo de dez dias para regularização) e três interditadas (lacradas até a realização do reparo) por vazamento.

 

Em São José, a ANP verificou a qualidade do combustível e o Procon conferiu as documentações, alvarás e certificados. As reprovações foram em razão de mangueira danificada, e as interdições ocorreram por vazamento, como medida cautelar de segurança.

 

Em São Bento do Sul, na quinta e nesta sexta-feira, foram verificados 10 postos de combustível, 69 bicos, com uma interdição, por erro de vazão, e duas reprovações, uma por vazamento, e outra devido a bomba não desligar em 60 segundos após o abastecimento.  A Força Tarefa em São Bento do Sul, teve a participação da Polícia Civil, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), e o Procon do Município.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil