Mafra(SC), Quinta-Feira, 30 de Junho de 2022 - 04:18
11/06/2022 as 21:57:13 | Por Redação |
Hospital de Mafra quer atuar como Hospital Universitário e pede apoio do deputado do Novo
Além de ouvir lideranças do Novo e receber reivindicações do hospital de Mafra, Gilson Marques disse que o Novo vai eleger muitas pessoas
Fotografo: divulgação
Gilson Marques com direção do Hospital-sbcsul.11.6.22

O deputado federal do Partido Novo, Gilson Marques que esteve no Planalto Norte Catarinense cumprindo agenda de Palestras sobre o Cenário Econômico do Brasil visitou  Mafra na sexta-feira,10, para encontro com lideranças locais e correligionários, como o Pré-Candidato à Deputado Estadual por Mafra e região Celso Strobel, e o presidente municipal do Novo, Raul Kolross.  Durante a estada em Mafra, o deputado Gilson Marques cumpriu agenda também no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) onde foi recepcionado pelos Diretores Administrativos e Corpo Clínico, os quais apresentando os seus agradecimentos fizeram uma minuciosa prestação de contas sobre a destinação das verbas recebidas e solicitaram ao Deputado que envidasse esforços para a liberação da autorização junto ao Ministério da Saúde da autorização para que o hospital passe a atuar como Hospital de Ensino. O Deputado prontamente se disponibilizou para encampar essa importante demanda da comunidade Mafrense, uma vez que, o município tem uma faculdade de medicina formando novos profissionais na área da médica e técnica e o HSVP sendo - Hospital de Ensino, popularmente conhecido como Hospital Universitário - poderia desenvolver ações de docência, pesquisa e prestação de serviço de alta complexidade à comunidade de Mafra e região, pautadas nos princípios e diretrizes do SUS.

Hospital de Mafra por três anos consecutivos foi agraciado com emendas parlamentares de Gilson Marques, as quais totalizaram o repasse de R$600.000,00.

 

Atuação como deputado

 Gilson Marques, que concorrerá à reeleição em 2022 e por várias vezes recebeu do Ranking dos Políticos o prêmio de Melhor Deputado Federal de Santa Catarina apresentou um resumo do seu mandato onde chama a atenção o fato que o Deputado já economizou aos cofres públicos R$4.700.000,00, com a redução do número de assessores e abrindo mão de regalias como auxílio moradia, carro oficial com motorista, entre outras.

O parlamentar citou que em seu mandato implementou o Projeto “Sem Barganhas” para o repasse das suas Emendas Parlamentares. Para o Deputado é inconcebível o repasse de emendas em troca de votos, por isso anualmente seu gabinete abre Edital para que o Estado, os Municípios, entidades ou associações da sociedade civil apresentem projetos técnicos visando o recebimento das suas emendas; a verba é destinada para os projetos que melhor atendam às necessidades dos munícipes, à exemplo do vem acontecendo com  Hospital de Mafra. 

 

Política

Gilson Marques acredita que os candidatos do Novo podem esperar uma boa votação e uma expectativa espetacular de se elegerem, porque segundo ele, há um grande número de candidatos tradicionais e que apresentam muita rejeição por parte do eleitor, então abre-se o leque para que o Partido Novo aposte em aumentar o número de candidatos eleitos neste pleito de 2022.

-Foi um record, primeira eleição do Novo e elegemos 8 federais sem usar dinheiro público, e em SC disputamos em seis municípios e elegemos vereadores em todos eles e elegemos um prefeito. Em Joinville, que é maior município de Santa Catarina, temos um prefeito do Novo e em Minas Gerais, o governador do Novo, Zema, está disparado como melhor governador do Brasil...mas esse time do Novo... e o trabalho que foi feito e como o partido vem crescendo, vamos eleger bastante pessoas, três ou quatro estaduais e três federais...quanto ao estado a situação é  que os principais candidatos tem rejeição gigante e Tramontin já apareceu nas pesquisas como terceiro e outras como segundo, e se chegar no segundo turno já era, ganhamos as eleições! – pontou o deputado Gilson Marques.

-Precisamos que políticos diminuam gastos, reduzindo privilégios e despesas... – completou o parlamentar, cutucando o eleitor, o qual critica o fundo eleitoral e vota em candidato que se beneficia do “fundão”.

-O Novo teria direito a R$ 87 milhões do fundo eleitoral e na semana passada era o prazo final para aceitar e o Novo foi o único partido que devolveu esse recurso de forma integral que é utilizado por político picareta para se eleger e se manter no sistema – finaliza o deputado Gilson Marques.

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil