Fale Conosco
(47)997532591

Mafra(SC), Terça-Feira, 16 de Abril de 2024 - 13:32
Moeda
Dólar - BRL 5.2675
Libra - BRL 6.5531
Euro - BRL 5.5992
Bitcoin - BRL 209250,95

03/04/2024 as 03:57:16 | por Sinval Campelo |

Com xingamentos e PM, projeto do vale-alimentação dos servidores é aprovado na Câmara

Com vários pontos polêmicos projeto do Executivo é aprovado com emenda, saiba como votou cada vereador

Fotografo: divulgação
...
Deu BO ...sbcsul.3.4.24

Depois de uma semana de polêmica, a Câmara de Vereadores de Mafra aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (2), o projeto que institui o reajuste de R$ 5,00 no vale alimentação para os servidores municipais.  Os 12 vereadores acataram a proposta do prefeito Emerson Maas que era de liberar aos servidores R$ 25 (vinte e cinco reais) por dia para se alimentarem, a partir da aprovação do projeto. Até então, desde 2014, o valor do vale alimentação era de R$ 20. Considerando que o mês tem 20 dias úteis, com o acréscimo de R$ 5,00 resultará em R$ 100 a mais, de 400 reais para 500 reais no mês. O presidente da Câmara, Sergio Severino (Serginho-PP) não vota. Só votaria apenas em caso de empate na votação.

 

Outros dois pontos polêmicos estavam atrelados a esse reajuste de R$ 5,00 aos servidores públicos municipais.

 

Primeiro, de onde o prefeito Emerson Maas retiraria o montante para cobrir a despesa de R$ 5 que estaria liberando a mais no vale-alimentação para os mais de 1.300 funcionários. Todos os vereadores fecharam que o valor é pouco, mas a polêmica estava em diminuir o repasse patronal (Prefeitura) ao  Plano Municipal de Saúde (PLASSMA ), retirando dinheiro desta autarquia, que é importantíssima para os servidores. Por 7 votos a favor e 5 contra, a Câmara aprovou a deliberação proposta pelo prefeito e a partir de agora, o PLassma passa a receber quantia menor da Prefeitura. Houve gritaria e xingamentos de uns 12 servidores públicos contrários a essa aprovação. As manifestantes eram professoras e junto a outros servidores lotavam a sala de plenário da Câmara, eram mais de 100 pessoas presentes. O presidente da Casa acionou a PM para manter a segurança dos vereadores. As manifestantes foram convidadas a se retirarem do plenário e sairam gritando - vergonha, vergonha! 

 

Votaram contra a retirada de valores do Plassma os vereadores Wagner Grossl (PL), Jonas Heide (PL), Abel Bicheski (SD), Vanderlei Peters (UB) e Jonas Schultz (PRD). Votaram a favor da proposta do prefeito, os vereadores David Roeder (Podemos), Rafael Cavalheiro (MDB), Valdecir Munhoz (MDB), Dircelene Pinto (Republicanos), João Maria (MDB), Mario Skonieski (PDT) e Valdemar Hoenning (Republicanos).

 

O segundo ponto polêmico dizia respeito a extensão do vale-alimentação a todos os servidores, sem exceção, incluindo os secretários municipais. Até então, apenas os servidores comissionados e efetivos tinham direito ao vale-alimentação, os secretários municipais não ! A polêmica levantada pelo vereador Jonas Schultz era de que os secretários já recebem salário de R$ 10 mil, não havendo necessidade de receber R$ 500 a mais, com o vale alimentação. O prefeito Maas estava tentando inclui-los também no pacote, mas não colou. Emenda do vereador Jonas Heide, retirou esses agentes políticos do projeto. Por 7 x 5 a intenção do prefeito Maas não foi acatada pelos vereadores.

 

Votaram para que também secretários municipais tivessem o vale-alimentação de R$ 500, os vereadores David Roeder, Valdecir Munhoz, Mario Skonieski, João Maria e Dircelene Pinto. Votaram contra, os vereadores Jonas Schultz, Rafael Cavalheiro, Jonas Heide, Wagner Grossl, Abel Bicheski, Valdemar Hoenning e Vanderlei Peters.

 

Acesse o link abaixo e saiba mais sobre esse assuntohttps://www.sbcsul.com.br/noticias/conteudo/vereador-diz-ser-injusto-maas-propor-pagar-r-500-a-secretarios-de-vale-alimentacao/152175?fbclid=IwAR2cS49mQW6QziU-Mg6ZoxhzbOTVthZgRfseswfwek5pgzdDuR0V_b-nk5o_aem_AahvZcwl1WPsABKTLg7m1zu5GV24aQCNEEKZvnncL-KxGcy3tlq_11kDqe-k6hmRigP4pLJ6BXz3I9efXneg6Aay

 

Assista  a polêmica  sessão da Câmara 

 


Este Portal de Notícias é uma publicação da SBC do Sul com o CNPJ , e trata-se de uma empresa de direitos privados na área da Comunicação. INFORMAMOS a quem interessar possa, que, Todo e Qualquer Conteúdo e Imagens aqui publicados, exibidos neste portal de notícias e nesta página são de nossa inteira e total Responsabilidade.
A empresa franqueadora desta Plataforma ou a Cessionária da Rede não possuem nenhuma relação de Responsabilidade JURÍDICA para com as nossas matérias, artigos ou outras publicações. Caso haja alguma dúvida em detrimento a esta matéria ou outro conteúdo entre em Contato com a direção de nossa empresa através do E-mail 0 ou de nosso WhatsApp (47)997532591
COMO ENVIAR CONTEÚDOS
OUTROSSIM: Caso queira nos enviar qualquer conteúdo jornalístico, ele deve vir assinado por um jornalista ou o seu Autor e a(s) IMAGEM(ENS) deve estar com uma Autorização por Escrito por parte do Fotografo Autor da MESMA - Autorizando o USO (da publicação da mesma), pois, aqui respeitamos as Leis brasileiras e a Lei dos Direitos Autorais nacional e internacional.

SBC SHOPPING

Copyright© Todos os direitos reservados Rede SBC do Brasil - 2006 a 2918

Sites e Notícias em rede - se trata de um projeto patentiado no INPI

SBCW - Tecnologia web Agência digital