Mafra(SC), Quarta-Feira, 10 de Agosto de 2022 - 14:40
05/08/2022 as 17:54:37 | Por Sinval Campelo |
Celso diz que tá na hora de municípios repensarem TARIFA ZERO para o transporte coletivo
Pré-candidato do NOVO diz que tarifa zero é uma tecnologia social com potencial de transformar e salvar o transporte coletivo em Santa Catarina
Fotografo: divulgação
Celso Strobel em defesa de políticas para juventude! -sbcsul.5.8.22

O pre-candidato a deputado estadual pelo Partido Novo, Celso Strobel disse ontem, quinta-feira, 4, que os gestores municipais precisam repensar a questão da mobilidade urbana e chamar para mesa de negociações lideranças da sociedade, empresários e representantes das associações de moradores dos bairros e discutir abertamente a possibilidade de destituir de vez a catraca dos ônibus do transporte coletivo e tornar gratuito a locomoção de todos os moradores que desejarem ir e vir via ônibus no perímetro urbano e rural. Essa é uma das bandeiras dos estudantes catarinenses, ter a catraca livre e a intenção de Celso Strobel é de fomentar essa ideia na Alesc, caso eleito.

- A gente tem que olhar com carinho especial por essa questão do transporte coletivo. Porque ela é de fundamental importância, tanto para a questão do indivíduo que não tem o acesso ao carro, outro meio de transporte, como para própria questão urbana do município. Vejo muitos municípios catarinenses em dificuldades com falta de estacionamentos e vias estreitas para tantos veículos transitarem ao mesmo tempo e chega uma hora que mesmo uma cidade pequena como Mafra apresenta gargalos...então precisa ser feito alguma coisa pratica- citou Celso.

O desafio para os prefeitos depois da pandemia tem sido manter o transporte coletivo de maneira a agradar usuários e a empresa que explora os serviços. Celso não quis entrar no mérito exclusivo do transporte coletivo em Mafra, o qual apresenta problemas, assim como em outros municípios pequenos da região e em cidades maiores como Joinville também.

-Principalmente depois da pandemia, essa questão se tornou mais desafiador ainda. É bem complexo. Eu inclusive acompanhei vários movimentos sobre essa questão- da tarifa zero, catraca livre -, quando morei e trabalhei em Joinville e Jaraguá do Sul e vejo que se tiver bom senso e apoio da classe política pode ser uma alternativa sustentável – disse o pre-candidato do NOVO.

Ele acredita que, cada caso precisa ser amplamente debatido com prefeitos e lideranças da sociedade de cada município, mas que  a tarifa zero é uma tecnologia social com potencial de transformar e salvar o transporte coletivo em Santa Catarina, que está em declinio. Alguns exemplos de municípios que operam com a gratuidade para o transporte de passageiros são Monte Carmelo, Muzambinho, Itatiaiuçu no estado de Minas Gerais; Potirendaba, Agudos, Holambra e Morumgaba em São Paulo; Eusébio, no Ceará e Maricá no Rio de Janeiro.

-O NOVO preza pela qualidade de vida das pessoas...assim também era minha missão de Caixa Econômica e que me fez trabalhar 38 anos lá, porque os objetivos eram de melhorar a qualidade de vida da população brasileira e o NOVO preza por esse ideal de melhorar o mais rápido possível e por mais tempo possível, melhorar com sustentabilidade –pontua Celso Strobel.

Os transtornos na Vila Ruthes

-Nós estamos sem linha de ônibus aqui na Vila Ruthes e tá criando uma série de transtornos pras pessoas ! Porque tem pessoas que trabalham ali no KM 9, na cerâmica, em outros locais..., pessoas que trabalham nos mercados, que vão trabalhar até como diarista em alguma casa ou que trabalham no comércio no KM9, ou vão até o centro de  Mafra...essas pessoas estão encontrando muita dificuldade, porque nem todas tem carro, nem todas têm a condição de transporte, enfim, cria toda uma série de desdobramentos - alerta Celso Strobel.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil