Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Domingo, 19 de Setembro de 2021 - 07:13
10/09/2021 as 01:27 | Por Sinval Campelo | 1127
Caminhoneiros que diziam que sem apoio iria faltar comida para o povo, encerraram manifestação
Incidente com manifestantes pró Bolsonaro no trevo de Mafra indignou comunidade e polícia foi até acionada
Fotografo: divulgação
Hora de desabafar e xingar-sbcsul.10.9.21

Caminhoneiros de Mafra, manifestantes pró-governo Bolsonaro, em Santa Catarina, que estavam trancando a passagem de veículos de grande porte na BR 280, em ambos os sentidos no quilômetro 230, em Canoinhas, no trevo de acesso pelo portal da cidade e em Mafra, Km 07 na BR 116, proximidades do Posto Mallon, deixando passar apenas veículos de carga viva, remédios, oxigênio e carros de passeio por dois dias consecutivos, quarta-feira (8) e quinta-feira, (9) encerraram a manifestação na manhã desta sexta-feira, 10.   Segundo o sargento Luciano da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), apenas no trecho entre Mafra e Canoinhas, é que os caminhoneiros insistiam na paralisação, a qual era liderada pelo youtuber e caminhoneiro  foragido da Justiça, o paulista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, nos demais locais da rodovias federais e SC, estava sendo liberado a pista na sua totalidade desde a noite do dia 8. Os caminhoneiros de Mafra e região foram os mais fiéis ao comando de Zé Trovão.

Na verdade, os caminhoneiros ainda não sabem direito o motivo da paralisação, uma vez que, incitados pelo líder Zé Trovão, a categoria dizia apoiar o presidente Bolsonaro contra o STF. Entretanto, o próprio Presidente pediu para que os caminhoneiros voltassem ao trabalho e desobstruíssem as estradas, já na noite de quarta-feira, 8, alertando que tal medida iria prejudicar o país economicamente e aumentar a miséria entre os mais pobres. O pedido do Presidente não foi acatado pelo líder Zé Trovão, o qual está foragido fora do país, no México e mantinha seus liderados bloqueando estradas. A paralisação dos caminhoneiros tinha o apoio do agronegócio, mas este aval foi retirado na véspera do feriado do dia 7.  

Com a trégua entre o Presidente da República e o Supremo Tribunal Federal e acordo entre os poderes, apoiadores do presidente que estavam presos por incitação da população contra o sistema democrático, estão sendo liberados e Zé Trovão, segundo registro da imprensa nacional, não será preso e nem processado.

 

Zé Trovão agradeceu o apoio dos fiéis caminhoneiros através das redes sociais, os quais obedeceram sua liderança e mantiveram seus caminhões parados nas estradas do Brasil. O prejuízo ao país com a paralisação e obstrução das rodovias ainda não foi divulgado, mas ocorreu desabastecimento de combustível em postos de várias cidades, incluindo Mafra (SC) e Rio Negro (PR).  

 

 

Xingamentos na BR de Mafra durante protesto

Manifestantes com ânimos exaltados e aparentando estarem embriagados alguns, xingaram moradores e motoristas que trafegavam com seus veículos pelo trevo de Mafra,na tarde de quinta-feira,9, os quais buscavam postos de combustíveis para abastecer seus carros. Caminhoneiro foi até o trevo e disse que iria faltar comida na casa de todos mais tarde, caso eles não obtivessem apoio da população para o protesto, A comunidade vinha ajudando com alimentos e água, dando apoio moral e o destemperamento dos manifestantes trouxe indignação.  PRF foi acionada e não prendeu ninguém, apenas pediu calma aos manifestantes e desde então monitorou toda movimentação dos caminhoneiros em Mafra, até a liberação da pista na sua totalidade nesta sexta-feira, 10. Informação que chegou até o SBCSul foi de que alimentos e água doados por pessoas da comunidade e não utilizados pelos manifestantes, foram doados para entidades assitencialistas.

 

 

 

 

 

 

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil