Mafra(SC), Quinta-Feira, 30 de Junho de 2022 - 04:26
15/06/2022 as 00:32:59 | Por Sinval Campelo |
Após pressão da Câmara de Mafra, internauta exclui denúncia de assédio do Instagram
Assédio ou elogio? o caso é que Vande da Farmácia se diz indignado com a denúncia da terapeuta através das redes sociais
Fotografo: divulgação
Sem Legenda

Poucas horas após vir à tona novamente, a polêmica envolvendo a internauta terapêutica Ana Paula Mildenberger e um vereador da Câmara de Vereadores de Mafra, a postagem da internauta na rede social Instagram que continha um vídeo onde ela fazia a denúncia de assédio, foi excluída.  Na sessão da Câmara desta segunda-feira, 13, o presidente do Legislativo, Vanderlei Peters (Vande da Farmácia) reviveu o caso e disse que esperava uma atitude da terapeuta, que apontasse o vereador e que formalizasse a denúncia de assédio na Câmara. Segundo Vande, Ana Paula esteve na Câmara na segunda (13) "convocada" por ele para prestar esclarecimentos. Na terça-feira, 14, a postagem foi excluída.

Ana Paula, com 3.064 seguidores no Insta, disse no vídeo postado em rede social dia 9 de junho, que estava comentando sobre assuntos diversos quando um vereador entrou no bate-papo e a chamou de -mulher bonita ! ela considerou a ação do edil mafrense como assédio e disse que, lamentava a atitude do edil sem mencionar nome. No entanto, internautas também se manifestaram sobre a postagem do vídeo e afirmaram que a terapeuta não poderia levar a declaração do vereador para o lado de assédio, quando está recebendo um elogio. 

-Então eu sempre busquei a transparência nesta Casa, e como não foi dado o nome aos bois... hoje (13/6) ela se fez presente nessa Câmara, eu convoquei ela. Queria saber... que ela me falasse o nome do vereador e ela disse que vai consultar a advogada dela e me dará a resposta – comentou Vande.

O vídeo postado por Ana Paula trouxe muitas especulações e Vande se posicionou indignado diante da globalização em cima do Legislativo. Segundo ele, os vereadores estão passando por situação critica perante suas famílias, sendo que a maioria dos vereadores têm esposas.

-Vamos buscar as informações cabíveis, a maioria dos senhores são casados e estão sendo questionados dentro de suas casas – desabafou Vande. “Nós não podemos nos calar diante dos fatos. É um assunto bem delicado... – comentou Vande.

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil