Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Domingo, 19 de Setembro de 2021 - 08:05
14/08/2021 as 18:11 | Por Redação/assessoria | 245
Alemanha pede que 8.500 que receberam vacina contra covid-19 adulterada busquem ajuda
Enfermeira da Cruz Vermelha que realizou a manipulação das vacinas está detida
Fotografo: divulgação
Vacina pecisa ser aplicada novamente-sbcsul.14.8.21

As autoridades de saúde do estado da Baixa Saxônia, na Alemanha, iniciaram uma insólita campanha para vacinar novamente mais de 8.500 pessoas na localidade de Friesland, após a descoberta de que elas podem ter recebido uma injeção de solução salina (soro) em vez da vacina contra a covid-19. A responsável é uma enfermeira de 40 anos da Cruz Vermelha, que agiu dessa forma entre 5 de março e 20 de abril no centro de vacinação de Friesland, um distrito rural perto da costa do Mar do Norte.

 

A prática negligente foi descoberta em 21 de abril por meio de um relatório de outro funcionário. A profissional afirma que não utilizou o imunizante da Pfizer-BioNTech em seis vacinações, mas sim uma solução salina. Ela alega que tomou essa decisão para não ter que informar que seus frascos haviam caído. A profissional foi expulsa das instalações e despedida, à medida que a polícia e o Ministério Público investigam um possível delito de agressão; se for declarada culpada, a enfermeira pode ser condenada a até 10 anos de prisão.

 

O centro de vacinação repetirá a dose a partir desta sexta-feira, segundo um porta-voz do distrito. O Ministério da Saúde da Baixa Saxônia informou que 8.557 pessoas deverão receber a dose real, enquanto autoridades tentam definir o que levou a enfermeira a inocular soro em vez da vacina,. A principal tese, porém, aponta motivos políticos: anteriormente, foi descoberto que ela havia expressado opiniões céticas sobre a imunização nas redes sociais.

 

 

Grupo de risco afetado

Um porta-voz do Ministério da Saúde de Hannover declarou na quarta-feira (11) que a população do distrito de Friesland estava reagindo com muita prudência. “Ainda não sabemos se ocorreram casos graves de covid-19 devido às injeções de solução salina”, afirmou. Embora o soro seja inofensivo, a maioria das pessoas que o receberam são idosas com alto risco de contrair a doença —que, como se sabe, é mais prejudicial para pacientes mais velhos. Segundo a polícia do distrito de Friesland, que já abriu investigação, entre os afetados há pessoas maiores de 70 anos, profissionais de saúde e cuidadores que foram ao centro para receber a vacina. “Isto me preocupa especialmente porque são as pessoas que mais queremos proteger”, afirmou Sven Ambrosy, chefe do distrito de Friesland. Segundo Ambrosy, 8,7% da população do distrito terá que receber uma dose adicional.

 

“É falso que, devido ao comportamento de nossa cliente, tenham sido administradas doses de vacinação que só consistiam em solução salina”, manifestou à imprensa o advogado da enfermeira, Cristoph Klatt, na quinta-feira. “Em vez disso, ela havia tentado compensar a perda de vacinas de uma ampola quebrada acidentalmente, enchendo as seringas com restos de outras ampolas. Nossa cliente não agiu por motivação política, nem se limitou a administrar solução salina às pessoas que estavam dispostas a se vacinar”, afirmou Klatt.

 

 

Fonte El País




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil