Mafra(SC), Quarta-Feira, 01 de Dezembro de 2021 - 18:33
11/10/2021 as 20:02 | Por Redação/assessoria |
70 detentos do Presídio de Mafra se inscreveram para fazer hoje as provas do Encceja
Quase 9 mil internos do sistema prisional e socioeducativo fazem provas do Encceja
Fotografo: divulgação
Ensino na prisã0-sbcsul.11.10.21

A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa aplica nos próximos dias 13 e 14 de outubro as provas do Encceja PPL - Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade. Ao todo, são 8.929 inscritos, sendo 8.632 do sistema prisional e outros 297 adolescentes que estão cumprindo medida socioeducativa.
 
Para o Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), Leandro Lima, a oferta de ensino e de vagas de trabalho são fundamentais para a reabilitação social. “Temos que ter em mente que esse interno vai retornar à sociedade e queremos devolver ele melhor do que quando entrou no sistema. Com ensino e capacitação, o egresso tem mais condições de retomar seu convívio social e não reincidir no crime”, assinalou.
 
Na quarta-feira (13), serão realizadas as provas do Ensino Fundamental que contemplam as disciplinas de Ciências Naturais (Prova I), Matemática (Prova II), Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação (Prova III) e História e Geografia (Prova IV). Na quinta-feira (14), será a vez dos candidatos do Ensino Médio testarem seus conhecimentos em Ciências da Natureza e Suas Tecnologias (Prova I), Matemática e suas Tecnologias (Prova II); Linguagem Códigos e suas Tecnologias e Redação (Prova III) e Ciências Humanas e suas Tecnologias (prova IV).
 
Responsável pela Gerência de Desenvolvimento Educacional (Geduc) da SAP, a policial penal Josiane Melo enfatizou que o número expressivo de inscritos reflete na prática o engajamento da SAP nos propósitos da ressocialização. “O acesso ao Encceja demonstra um propósito comum de ressocialização nos sistemas prisional e socioeducativo, pois oferece às pessoas privadas de liberdade a possibilidade de elevação de escolaridade”, disse.
 
O participante é considerado habilitado para receber a Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental ou Médio se atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento, além de 5 pontos na redação. Além disso, ele pode receber também a Declaração Parcial de Proficiência, avaliando-se os exames para cada uma das provas.
 
A participação no Encceja PPL é voluntária, gratuita e destinada a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada. Por meio do exame, os participantes têm a oportunidade de conseguir a certificação tanto para o Ensino Fundamental quanto para o Ensino Médio.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil