Fotografo: divulgação
...
UPA de Mafra-sbcsul.7.7.20

O vereador Eder Gielgen (MDB) pediu que a direção da UPA de Mafra mantesse uma linha em aberto com o Legislativo, para que os vereadores pudessem acompanhar o desenrolar da apuração de invstigações de suposta negligência médica ocorrida no sábado, 4,a qual acarretou na morte de Gerson Antonio Abrahão Sfair, de 64 anos.
 
 
Vereador Adilson Sabatke disse que a família se encontra muito triste pelo ocorrido e que espera que os fatos sejam apurados rapidamente.
 
-Depois do velório do Gerson, no domingo entrei em contato com a Roberta e Jaqueline que lidam com a UPA e felizmente, nesta segunda-feira, uma ação da direção da UPA foi tomada e uma sindicância vai apurar responsabilidades, decalrou Adilson.
 
 
 
UPA
 
A Associação Mahatma Gandhi, organização social responsável pela gestão da Unidade de Pronto Atendimento de Mafra/SC, informou nesta segunda-feira, 6 , que afastou das atividades o médico plantonista que fez o atendimento ao mafrense Gerson Antonio Abrahão Sfair, de 64 anos, no sábado, dia 4, após repercussão de denúncia nas redes sociais de negligência médica. A direção da UPA informou ainda que, caso seja comprovado culpa do profissional médico fará encaminhamento de denúncia aos órgãos competentes.  
 
 
A denúncia 
A filha de Gerson diz que o pai foi levado à UPA para atendimento médico e que ele ficaria em observação por apresentar sintomas de infarto ou início de um AVC, entretanto a família não poderia permanecer na UPA, por motivos de risco de contágio do Covid-19, conta Franceliny Cidral Sfair. No entanto, mesmo com sintomas de risco de morte, o médico plantonista liberou o homem logo em seguida e sem que ninguém da recepção da UPA avisasse  a família a respeito da decisão do médico, Gerson saiu da UPA, caminhou 4 quadras e teve o infarto que ocasionou sua morte.
 
Nota da Direção da UPA de Mafra:
A Associação Mahatma Gandhi, organização social responsável pela gestão da Unidade de Pronto Atendimento de Mafra/SC, vem, por intermédio de seus representantes  legais, tendo em vista o fato ocorrido ao paciente G.A.A.S de 64 anos INFORMAR que, visando dar total transparência dos atos da Associação Mahatma Gandhi à frente da gestão da UPA 24h de e em especial sobre o atendimento médico à população de Mafra, e considerando tratar-se de conduta médica, registramos que foi deflagrado processo de sindicância para a verificação dos fatos, com prazo de conclusão para até 30 dias. Informamos ainda que o profissional médico envolvido no atendimento, foi afastado de suas atividades até a conclusão do inquérito aberto contra o mesmo.
 
 
 
 

 

 está  se sentindo decepcionada.
4 h 
Simmm diante da negligência e imperícia dos profissionais dessa unidade eu quero esclarecimento de fatos comprovados...de como e quais foram as condutas tomadas e os procedimentos realizados diante dos sinais e sintomas de meu pai sendo que por relato do profissional que estava na sala de observação que me repassou que meu pai iria permanecer em torno de 4 horas em observação o que não aconteceu....e minha mãe sendo grupo de risco não poderia permanecer na sala de observação e quem liberou meu pai de 64 anos sozinho para casa? Idoso com histórico cardíaco forte dor de cabeça e na nuca com pressão arterial alta...sem nos comunicar que ele havia recebido alta?... sendo que eu filha Técnica de Enfermagem...pessoalmente deixei nossos contatos com o atendente na portaria...dessa unidade...Ficamos aguardando...e nenhuma notícia e ainda desinformação por parte dos atendentes...Isso não vai ficar assim...É cruel demais encontrar seu pai igual um indigente já sem vida à mais de 4 horas...caído nos fundos da nossa casa...nós sem saber e esperando notícias...Isso é inadmissível...Falo isso como filha e profissional da saúde...