Fotografo: divulgação
...
Homenagem centenária-sbcsul-15-12-19

Há 100 anos a Escola de Educação Básica Jovino Lima iniciou suas atividades em Mafra. Pela transformação social por meio da educação, a Câmara Municipal de Mafra concedeu uma moção de aplausos à unidade escolar na última terça-feira, 10. 

 

O início desta história foi em uma pequena casa de madeira construída e cedida por Júlio Ruthes. No local, hoje se encontra a Igreja Senhor Bom Jesus do KM 9. As atividades iniciaram com 1º, 2º e 3º séries e se denomina Escola Estadual. Após poucos anos, a escola foi demolida e reconstruída em novo local, a área foi doada por Gaspar Liebel. 

 

Entre os anos de 1945 e 1948 ocorreu nova mudança de local de funcionamento da escola, devido à precariedade em suas instalações que comprometia a segurança dos alunos.  A mesma passou a funcionar em um estabelecimento construído pelo 2º Batalhão Ferroviário Major Valentim, às margens da ferrovia. Nesta época a escola era chamada de Escola Mista Estadual.Segundo dados encontrados no livro supracitado, as verbas para manter a escola eram provenientes do Estado, porém o salário da merendeira, bem como uma pequena gratificação aos professores, era pago pelo Batalhão Mauá que naquela época possuía um armazém funcionando dentro dos vagões de trem. Mais tarde, em 1966, passou a ser denominada de Escolas Reunidas “Jovino Lima”.Por volta do ano de 1968, ora então em prédio construído em alvenaria, a Escola volta a funcionar no terreno doado Gaspar Liebel, onde permanece até a atualidade.

 

A implantação da 5ª série do Ensino Fundamental ocorreu no ano de 1976, sendo gradativa a criação das séries subsequentes nos anos que se seguiram. Apenas em 1992, ocorreu a criação do curso de ensino médioo no período noturno e posteriormente diurno e matutino. 

 

No ano 2000, por trâmites legais e burocráticos, a escola passou a denominar-se “Escola de Educação Básica Jovino Lima”. Atualmente, a escola funciona em dois turnos: matutino e vespertino, atendendo alunos das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental e alunos do Ensino Médio. O total de alunos é 33, oriundos da própria comunidade de Espigão do Bugre, de comunidades vizinhas e de outras localidades mais distantes do interior do município A equipe é formada por 40 professor, três agentes de serviços gerais, duas merendeiras terceirizadas, uma assistente de educação, uma orientadora educacional e duas assistentes técnico-pedagógicas. Desde 2013, o diretor é o professor Ricardo Ciola. 

 

“Cem anos contribuindo para formação de cidadãos e cidadãs, que estão contribuindo para sociedade mafrense, do estado e do Brasil. Também devemos agradecer toda a equipe da Escola Jovino Lima que alongo desses 100 anos propõe uma educação de qualidade” destacou diretor Ricardo Ciola.