Fotografo: divulgaçao
...
Disque 100-sbcsul.19.07.20

Um projeto do vereador, Adilson Sabatke (DEM) contra a pedofilia está em debate na Câmara Municipal de Mafra. Adilson propõe a obrigatoriedade de serem afixados em repartições públicas municipais,  bem como transporte escolar e coletivo que trafegam no município, cartazes contendo mensagens de combate à pedofilia.
 
 
-Tenho acompanhado o trabalho do Ministério Público , aqui de Mafra, e vejo necessário apoiar medidas de ações de combate ao crime, recebendo e repassando denúncias sobre esta prática de violência contra crianças e adolescentes”, disse Adilson.
 
 
Segundo a proposta, os cartazes deverão estar em local visível nestes estabelecimentos e prestar informações que incentivem a denúncia do abuso sexual de crianças e adolescentes pelo número “Disque 100”.
 
 
Desde o início da legislatura, em 2017, Adilson vem solicitando que haja maior esforço por parte da Administração Pública para conscientizar a população da necessidade de se denunciar crimes de pedofilia.
 
 
-Minha preocupação é proteger nossas crianças e adolescentes, as quais são vítimas fáceis e indefesas diante deste tipo de crime, geralmente sofrem caladas por anos, diante de ameaças que são geradas muitas delas dentro do lar - salientou o vereador Adilson. 
 
 
Ainda em defesa do projeto, o democrata disse estar embasado em  informações oriundas do Ministério Público de que, quando acontece a divulgação do número Disque 100, as ligações aumentam muito, facilitando o trabalho de investigação e punição de criminosos.
 
 
-Uma das funções de vereador é propor projetos de lei. Na semana passada, apresentei o projeto nº 10/2020 em apoio às ações do Ministério Público e Conselho Tutelar para coibir cirmes contra nossas crianças e adolescentes. É preciso alertar toda a comunidade mafrense para que denuncie, pois três crianças ou adolescente são abusadas sexualmente a cada hora no Brasil (Dados do Ministério da Saúde). Por isso a importância de denunciar e divulgar o 100, e agradeço o apoio dos demais vereadores a este simples, mas importante projeto - concluiu o vereador Adilson Sabatke.