Fotografo: divulgação
...
James destaque político de 2018-sbcsul-08-11-19

O PSD de Rio Negro divulgou nota oficial a respeito de candidaturas visando as eleições para majoritária e proporcionais de 2020. Recentemente, boatos de divergências entre os partidos que coligaram em apoio a chapa vencedora de 2016 - Milton Paizani e James Valério, deram espaço para debates ferrenhos sobre a sucessão do prefeito Milton Paizani. A coligação intitulada Rio Negro Seguindo Em Frente Com Trabalho E Seriedade encabeçada pelo PSDB,que contou com 15  partidos de apoio -   PTC / PSC / PP / PSL / PROS / MDB / PMB / SD / PDT / DEM / PV / PL / PTN / PSD e PTB tende a não se concretizar nas eleições de 2020. Embora, o presidente do PSD e atual vice-prefeito, James Valério tente costurar esse apoio de todas essas agremiações partidárias, é fato que mudanças ocorreram politicamente no ano passado, com a eleição para presidente e governador e os partidos vão repensar sobre os apoios na majoritária para 2020.

Se a eleição para prefeito fosse hoje em Rio Negro, três candidatos disputariam a eleição. James Valério postula ser o candidato do PSD, é o nome mais forte dentro do partido e sua posição de presidente da sigla tem  deixado outros filiados, que também almejam sair candidato à prefeito, em situação de disputa interna dentro do partido, embora James Valério negue e pregue a harmonia, a posição de divergência entre os supostos candidatos dentro do PSD e demais foi o comentário político do último final de semana. O PSD divulgou nota à imprensa a esse respeito, confira: 

 

 NOTA POLÍTICA

 

    O Presidente da Comissão Provisória do PSD de Rio Negro James Valério, afirma que o Partido está coeso com o grupo político que oferece sustentação política ao Prefeito Paizani (PSDB), e na conjuntura eleitoral futura, reafirma que o grupo possui vários nomes para enfrentar as eleições 2020 (majoritárias e proporcionais). Porém, na atualidade observando a legislação pertinente, define que quaisquer ações no sentido de lançar pré-candidaturas, são inoperantes e acima de tudo, um desrespeito aos interesses da população.