Fotografo: divulgação
...
processo de extradição´-sbcsul.01.10.20

A Polícia Federal prendeu na madrugada desta quinta (1) um estrangeiro investigado em Portugal por homicídio qualificado, após matar um homem a pedradas em 2011.

O nome do suspeito foi publicado na “Difusão Vermelha” da Interpol em de setembro de 2020. A lista reúne procurados internacionais com ordem de captura. O mandado de prisão para extradição foi expedido pelo Supremo Tribunal Federal.

O estrangeiro, de nacionalidade portuguesa, 29 anos, foi preso em Curitiba (PR), após estar presente no velório de um familiar.

A investigação da Polícia Federal iniciou após abordagem da Brigada Militar, no final de agosto, em Torres/RS. Os policiais militares desconfiaram dos documentos do estrangeiro e informaram a Representação Regional da Interpol no Rio Grande do Sul. Após o recebimento da informação, a Polícia Federal buscou verificar a idoneidade do documento com o órgão de identificação civil de Minas Gerais, estado que constava como originário da cédula de identidade.

As diligências indicaram que o documento havia sido expedido mediante apresentação de certidão falsa. A partir dessa confirmação, policiais federais entraram em contato com a Interpol em Portugal para checagem das impressões digitais, obtendo a informação de que o estrangeiro estava foragido de seu país.

O preso estava no Brasil desde 2012. Ele foi recolhido à Superintendência Regional da Polícia Federal no Paraná, onde aguardará a conclusão do processo de extradição para Portugal.

A ação foi resultado da integração entre a Brigada Militar do Rio Grande do Sul e a Polícia Federal, através das Representações Regionais da Interpol no Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais.

 

 

Fonte BemParaná