Fotografo: divulgação
...
Lei do Nepotismo-sbcsul.10.7.20

A prefeitura  encaminhou essa semana para a Câmara de Vereadores, projeto de Emenda à Lei Orgânica, prevendo a proibição de nomeação para cargos em comissão e secretários municipais na prefeitura de Rio Negro, de parentes na linha reta e colateral até o terceiro grau, do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. Isso já vem sendo aplicado na prática pela atual gestão Milton Paizani e vice professor James Valério desde 2013, quando assumiram, onde nenhum parente seus ou dos secretários municipais, foi nomeado, sem concurso, para trabalhar na prefeitura. Essa prática de nomeação de parentes era muito usada em épocas passadas, onde prefeitos, normalmente nomeavam a esposa, filhos, pais e irmãos, para cargos de secretários municipais, pois até hoje não existe proibição em lei para isso. 

 

Se a Emenda enviada essa semana for aprovada pelos vereadores, o que vem sendo praticado desde 2013 na gestão atual da prefeitura, será obrigatoriamente adotado também  pelos próximos prefeitos e vices  que forem eleitos.

 

Família Gondro

 

Sempre que se toca no tema nepotismo, vem a lembrança de que o vereador Rodrigo Gondro (cotado para ser candidato a vice-prefeito na chapa, encabeçada por James Valério) tem sua esposa, Simone Gondro, como secretária de saúde do município. Mas pela lei federal, a condição é legítima e permitida. Pela nova lei a ser aprovada pela Câmara, caso o médico Rodrigo Gondro não tenha cargo eletivo e seja chamado pelo novo prefeito para cargo comissionado e sua esposa ser secretária municipal, dessa maneira seria proibida por lei, a nomeação dele ou teria que haver exoneração da esposa.