Fotografo: divulgação
...
Valdir, Elza e filhos-sbcsul-7-10-19

É OU Não é...passado o período de eleição de novos Conselheiros Tutelares em Mafra, cabe ressaltar a postura da maioria das pessoas (1.946 eleitores) que foram as urnas no domingo, 6, e eles aprovaram uma renovação em 100% dos Conselheiros. A última em 2015, teve 1500 eleitores indo às urnas, então de lá pára cá o acréscimo foi de cerca de  30% nesta de agora.

A eleição se deu de forma calma e ordeira e os nomes das cinco novas conselheiras são: Cássia Regina da Silva Maidl, obteve 147 votos, Edinara Teresinha Witt Naldony - 136 votos, Josiane Augustin Tibuski, - 127 votos, Pamela Cris Correia dos Santos - 126 votos e Ana Lúcia Miranda Leitão, com 120 votos. A conselheira tutelar Luzia Kraievski, teve114 votos e assume a primeira suplência e depois dela, Fabio Rodrigues com 113 votos.

O curioso nesta história é que Fábio e Elza Sokolski tentavam a reeleição, com um mandado de segurança, uma vez que, suas candidaturas haviam sido cassadas por os mesmos fazerem propaganda  com santinhos em local público, considerado inadequado. Elza, esposa do presidente da Câmara, Valdir Sokolski (no PSB, por enquanto...), ficou em desvantagem por razões do nome dela não constar na lista de candidatas divulgada pela imprensa dias antes da eleição. Ela também não fez uma ação direta como fez Fábio nas redes sociais, o qual sempre dizia ser Fake News os vários “memes” e postagens em que seu nome não era citado ou citado como candidato que não deveria ser votado.

 Já Elza preferiu a diplomacia das ruas, o bate papo com as pessoas e num mundo digitalizado como o nosso de hoje, fica cada vez mais difícil desmentir boatos apenas indo para as ruas falar com os eleitores, tem que se ir para a guerra e o confronto nas redes sociais também. Elza obteve 41 votos e politicamente pode ser um reflexo ruim  para a reeleição do marido à Câmara de Vereadores em 2020, sendo que há um parênteses nessa história toda que é a dúvida do eleitor se poderia ou não votar em Elza.

Vamos aguardar os próximos capítulos da história Sokolski que neste ano de 2019 foi bem agitado. E como diz o Valdir...deixem que falem porque amanhã é outro dia!