Fotografo: divulgação
...
Grevistas-sbcsul-02-08-19

É OU NÃO É...período de eleição, quase final de mandato e tem gente de olho em derrubada de prefeito, para que ele não venha se reeleger. Tem casos e casos a serem analisados...e o município de Monte Castelo vive um drama, diagnosticado pelo Sindicato dos Servidores Municpias como irresponsábilidade do prefeito e por sua vez, o prefeito se defende e contrataca dizendo que é perseguição política....entenda o caso :

O prefeito de Monte Castelo, Jean Carlo Medeiros (PSDB), reconheceu que, desde que assumiu, os servidores municipais estão sem reajuste salarial. São três anos. Medeiros não quer papo com sindicalistas e prefere estar negociando individualmente com os servidores públicos municipais olho a olho. Funcionalismo está de greve desde segunda-feira, 29.

Enquanto isso, o Sindicato da categoria faz postagens contra o prefeito em rede social, as quais são consideradas  postagens de cunho político e de desrespeito com o governo, segundo a administração pública de Monte Castelo.

O prefeito diz que os serviços municipais prestados à comunidade não foram prejudicados e cita que dos 400 servidores contratados, apenas 25 estão paralisados. Medeiros diz que tudo não passa de um complô contra ele movido por dois vereadores de oposição e diz que no grito ninguém vai derrubá-lo.

 

A proposta do executivo para os grevistas se baseia num aumento do valor do auxílio alimentação. Quem ganha menos o valor é maior, de R$ 120 a R$ 150. Quem ganha mais receberá R$ 70. No caso do professor 20 horas isso representa cerca de 12% sobre o salário, afirma Medeiros. Ele conta que o prefeito anterior José Nilton da Silva (Zé Nilton, do PV) concedeu de uma vez só,  parceladamente, o reajuste de quatro anos, tendo pago um pouco no mandato dele é todo os resto, 12%, deixado para este mandato.

 

Medeiros alega ainda que, ao assumir a Prefeitura em janeiro de 2017, teve que pagar no primeiro mês, aumento concedido por Zé Nilton, além da reposição, para os cargos comissionados e políticos, inclusive vereadores, e todos compõem o índice de folha, em percentual de 47% e que desde lá, não tem sido fácil manejar dinheiro para pagar a folha de pagamento.

 

 


Servidores públicos de Monte Castelo, SC, entraram em greve a partir das 8hs da manhã desta segunda feira, (29). Segundo os representantes do sindicato a greve é por tempo indeterminado e atinge vários setores da administração. Quem precisar de medicação controlada deve se dirigir ao posto de saúde central no horário da manhã, a  tarde o bioquímico não irá fazer o atendimento. Hoje teve início às aulas escolares e vários professores e motoristas aderiram a greve.