Fotografo: divulgação
...
Ilustrativa-sbcsul-8-7-20

De acordo com o vereador Vanderlei Peters (Vande da Farmácia) um amigo entrou em contato recentemente para contar que seus pais foram roubados por pessoas se dizendo ser agentes de saúde ligados a Secretaria de Saúde de Mafra.  Durante uma conversa com morador no portão, as duas pessoas se identificam como sendo enfermeiros e que precisam entrar na casa para dar maiores orientações à família e realizar alguns exames. Em determinada ocasião, pedem dinheiro para a vítima e em outras, esperam uma distração do morador que geralmente é idoso, para praticar furtos.
 
 
-Isso é um assalto em plena luz do dia, no portão de casa...está acontecendo na localidade do Rio Branco, é o chamado -assalto do jaleco -disse Vande, relatando que os meliantes estão vestidos com jalecos brancos, se dizendo ser agentes de saúde. 
 
 
A discussão se deu durante a sessão da Câmara da última terça-feira,7, e a vereadora Claudia Buss ressaltou que a probabilidade de deixar alguém que se diz da saúde de Mafra entrar na casa é grande, neste período de incertezas devido a pandemia do Covid-19.
 
 
-Na minha casa, se alguém se apresentasse vestido como médico ou enfermeiro e se dizendo da Secretaria da Saúde, de certo também eu deixaria entrar - comentou ela. Outros vereadores que são da área da saúde, João Reiser (Joaozinho Enfermeiro) e Dimas Humenhuck orientaram que os mafrenses precisam estar atentos para os golpes e destacaram que um veículo da Secretaria da Saúde de Mafra sempre estará por perto, devidamente caracterizado e que, na dúvida o morador pode pedir identificação do suposto servidor, como crachá e identidade.