Fotografo: divulgação
...
Moisés hoje 29-03-sbcsul-29-03-20

  O Governo do Estado apresentou aos 21 prefeitos e presidentes das Associações de Municípios, 15 prefeitos das maiores cidades de SC e a diretoria da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), na manhã deste domingo (29/3) em conferência on-line, a necessidade de prorrogação das medidas restritivas em todo território catarinense. 

 
Diante do cenário de preparação da estrutura de saúde para receber os pacientes que necessitarem de atendimento hospitalar, a decisão foi pela prorrogação da quarentena, acordada por todas as autoridades participantes da reunião, com medidas de isolamento social serão mantidas por mais um período. 
 
Na reunião, o Governador de SC falou das perspectivas e ações que devem ser tomadas no enfrentamento ao COVID-19 a partir desta segunda-feira (30/1). A preocupação do Governo do Estado é, com base no trabalho desenvolvido até agora, a semana será de aumento significativo no número de casos em Santa Catarina, o que exigirá mais da estrutura de saúde e da ação dos prefeitos e suas equipes. Lembrando não tem vacina e nem remédio para conter o vírus COVID-19. Por isso, a preparação das unidades hospitalares, de internação e UTI, é essencial neste momento.
 
Neste contexto, apesar do Estado ter se organizado e antecipado várias frentes na área da saúde, junto aos municípios, o Estado aguarda ainda a chegada de EPIs e equipamentos para recebimento de pacientes acometidos pelo vírus. Um dos grandes problemas enfrentados é a dificuldade de encontrar insumos no Mercado, uma vez que a produção está sobrecarregada com a demanda mundial.
 
A pandemia atingirá SC por inteiro. O Governo e os municípios catarinenses se unem e se preparam para agir em preservação de vidas e em ações para conter o aumento desenfreado do Coronavírus. As autoridades assumiram postura de unidade nas medidas a serem tomadas nesse período de pandemia. O Estado solicitou que os municípios não façam ações isoladas neste momento em que as ações precisam ser unificadas e estratégicas. Às 20 horas, deste domingo, a diretoria da FECAM dialogará com os prefeitos para debater o tema.