Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020 - 18:32
24/10/2020 as 00:36 | Por Redação | 336
Donas de casa de RioMafra pesquisam preços nas prateleiras dos supermercados
Arroz continua sendo maior preocupação seguidos da suba do feijão e tomate
Fotografo: divulgação
Pesquisa na prateleira-sbcsul.24.10.20

Donas de casa de Mafra (SC) e Rio Negro (PR) reclamam do preço do óleo de soja que subiu  65,1% neste ano de 2020 e é o terceiro item com maior alta do ano, atrás apenas do limão (67,7%) e do morango (67,5%). Os números registrados por pesquisa SBCSul nos principais supermercados das duas cidade se equivalem aos do IPCA-15 de outubro, considerado uma prévia da inflação oficial medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Mas o alimento que registra maior preocupação por parte das famílias riomafrenses com relação ao aumento no valor por kg é o arroz, seguido do feijão e tomate.

-Sempre pesquiso preços, vejo as alternativas nas prateleiras antes de comprar, tem várias marcas e vários preços, mas ultimamente tá dificil escolher o mais barato, tá tudo caro! - disse dona Ivone Borguett, morada no bairro Vila Ivete.

 

A prévia da inflação em outubro, de 0,94%, foi a maior para o mês desde 1995. No ano, o índice acumula alta de 2,31% e, em 12 meses, de 3,52.

 

Alguns dos preços que mais subiram no ano:

 Limão: 67,67%

Morango: 67,45%

Óleo de soja: 65,08%

Tomate: 52,93%

Feijão-macáçar (fradinho): 51,86%

Arroz: 51,72%

Abobrinha: 50,56%

Feijão preto: 36,7%

Cenoura: 35,5%

Leite longa vida: 32,8%

Cebola: 20%




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil