Fotografo: divulgação
...
Reunião em RNegro-sbcsul-22-06-20

O prefeito de Rio Negro (PR) Milton Paizani aunciou na tarde desta segunda-feira, 22, decreto em conjunto com a prefeitura de Mafra (SC). São novas medidas para o enfrentamento da pandemia do coronavírus entre os dois municípios de fronteira.
 
 
 
O decreto, que já é válido para todo o Paraná, desde a sexta-feira, 19,  dita  restrições à venda e consumo de bebida alcoólica.  Paizani segue a diretriz do governador Ratinho Jr que diz que - não dá para gente gastar energia dos nossos policiais para ficar cuidando de bêbado que bate o carro na madrugada porque acabou tomando demais.
 
 
Para ter êxito na medida restritiva de proibir a venda de bebida alcoólica e consumo a partir das 22 horas, o prefeito de Mafra, Wellington Bielecki precisava concordar em extender a mesma medida em solo mafrense. Em reunião com prefeito Paizani no Seminário nesta tarde de segunda-feira, 22, ficou decidido entre os dois prefeitos  que Mafra e Rio Negro estariam colocando em vigor a partir desta terça-feira, 23, decreto igual, ficando  proibido consumir álcool em vias públicas  para evitar aglomerações em horários específicos, das 22h às 6h. 
 
 
Outra medida que foi discutida durante a reunião, foi estabelecer novos horários para abertura do comércio.  Caso haja aumento de casos de transmissão da doença, Covid-19, o comércio de RioMafra passará a abrir às 10 horas e fechará às 16 horas. Nenhuma medida com relação ao fechamento do comércio teve consenso, permanecendo como está.
 
 
 
 
Fiscalização
A venda de bebidas alcoólicas após as 22h por estabelecimentos comerciais acarretará em multas. O consumidor flagrado alcoolizado também sofrerá sanções. O decreto será oficializado nesta terça-feira, 23, pelos dois prefeitos, em conjunto, e o valor das multas e outras penalidades estará fixado, e haverá fiscalização rigida por parte dos dois municípios de fronteira no cumprimento do decreto.