Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Domingo, 29 de Novembro de 2020 - 05:07
03/11/2020 as 01:07 | Por Sinval Campelo | 974
Declaração de Schelbauer à Justiça Eleitoral tem novo desdobramento
Denúncia diz que há falsidade ideológica
Fotografo: divulgação
Schelbauer e Juliano-sbcsul.2.11.20

È ou não é...a secretária de Saúde de Mafra, Jaqueline Veiga levantou suspeitas de que o vereador e candidato a prefeito de Mafra, Edenilson Schelbauer (PL) estivesse tentando manipular a Justiça Eleitoral quando declarou em sua ficha de candidato junto ao cartório eleitoral de Mafra, o seu estado civil como sendo solteiro. A denunciante alega que o candidato possui bens patrimoniais além do que foi declarado, chegando a dizer que houve enriquecimento ilícito em quatro anos, tendo seu patrimônio de bens um acréscimo de 1.100%,  e que ele teria usado a estratégia de assinalar solteiro na sua declaração pessoal à Justiça Eleitoral para burlar a legislação. A denúncia faz parte dos autos de declaração feita formalmente à Câmara de Vereadores, na data de 27 de outubro do corrente ano, o que veio acarretar na abertura de  processo de cassação de mandato do vereador Schelbauer.

 

Em sua defesa, o candidato Schelbauer alega que não constava no formulário de preenchimento de candidato a opção – união estável, e que seus bens estão todos declarados à Receita Federal. A denunciante contesta essa argumentação afirmando que os bens do casal Edenilson Schelbauer e  Adriana Seidel, com quem tem dois filhos, deveria ter sido declarados, caso o candidato tivesse optado por assinalar casado em vez de solteiro.

Embora Edenilson Schelbauer diga que tudo não passe de armação politica contra ele,uma nova declaração contraditória do candidato do PL divulgada nas redes sociais nesta terça-feira, 2,  põe em risco sua afirmação de que se declarou solteiro por não ter opção mais adequada, no entanto em 2012, quando foi candidato a vereador pelo PSDB, sua opção foi de se declarar casado.

- Interpretação da união estável num parecer agora em 2020 foi recomendado "solteiro", diz o candidato Schelbauer respondendo ao SBCSul sobre seu posicionamento de 2012 ser contraditório ao declarado à Justiça Eleitoral em 2020.

A denúncia feita por Jaqueline Veiga foi encaminhada à Promotoria de Mafra e encontra-se em transição na Câmara de Vereadores, para fins de julgamento.

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil