Fotografo: divulgação
...
Sérgio Moro-sbcsul-18-09-19

É OU Não è ... os dias de criminosos estão contatos no calendário que Sérgio Moro carrega no bolso...porque não há como negar que o Brasil vem vencendo uma batalha sofrida contra  a violência. Os números divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública dão conta que avançamos patamares significativos empurrando a taxa de crimes para o “paredão”.

Há de se registrar que,  o  número de homicídios caiu 10,4% de 2017 para 2018; Os 57.341 homicídios registrados no ano passado representam o menor número desde 2013; A taxa de 27,5 mil assassinatos por 100 mil habitantes ficou no menor patamar desde 2011.

Com a entrada de Sérgio Moro em cena frente a Secretaria da Justiça, já  em maio, o Brasil já começou a mostrar outra face, a da austeridade contra criminosos e no  primeiro trimestre deste ano de  2019, houve uma redução de 27% dos crimes violentos (homicídios, lesão corporal seguida de morte e latrocínio), em relação ao mesmo período do ano passado;; Os casos de latrocínio foram os que tiveram maior redução segundo o levantamento, de quase 30%; Os homicídios aparecem em segundo lugar, com redução de 27,7%, seguidos pela lesão corporal seguida de morte, com redução de 13% no período.

 

A meta de Moro é não deixar  facções criminosas como PCC e Comando Vermelho se sentirem a vontade para a prática de crimes. No Rio de Janeiro, a polícia federal vem empregando uma ação atrás da outra a caça de traficantes procurados pela  justiça e tem obtido êxito.

 

FBI

Não é filme, mas sim realidade. Sérgio Moro tem mantido contato com representantes do Governo Norte-Americano e pretende implantar no Brasil a academia policial ao estilo FBI, com todo aparato de investigação de primeiro mundo.

Moro tem conversado com policiais federais que atuam nas fronteiras do país e quer  formalizar acordos com governadores para a formação do centro de monitoramento na Tríplice Fronteira.