Fotografo: divulgação
...
Agência de Mafra-sbcsul-10-2-20

Entra em vigor, a partir de 1º de março, uma nova Estrutura Tarifária dos serviços de abastecimento de água e esgoto nos 195 municípios do Sistema Casan. Os novos valores e conceitos que foram definidos pelas agências reguladoras levarão em conta o consumo medido em março, para pagamento nas faturas do mês de abril.

A principal mudança na nova tabela é o fim do consumo mínimo de dez metros cúbicos, cujo valor atualmente é de R$ 45,19. Em seu lugar entra uma tarifa pela disponibilidade do serviço, no valor de R$ 29,49, e a partir daí uma cobrança pelo consumo efetivamente apontado no hidrômetro.

De acordo com o chefe da Agência de Mafra, Honório Fragoso, os consumidores terão novas diretrizes domésticas para utilizar de forma consciente a água que sai das torneiras e economizar no bolso.  A mudança começa a ser válida em março, com o vencimento para o mês de abril e segundo Fragoso estará valendo para Mafra também mesmo com questões que tramitam na Justiça, envolendo  a Casan e Prefeitura.

A Casan informou que o consumo médio dos moradores de Santa Catarina é de 154 litros/dia, um número que pode ser reduzido com a adoção de pequenas práticas, como fechar a torneira enquanto ensaboa a louça ou, principalmente, se reduzir o tempo ao banho, pois o chuveiro é um grande consumidor de água tratada. O site www.casan.com.br traz inúmeras dicas práticas para reduzir o consumo e diminuir a tarifa da água.