Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Domingo, 29 de Novembro de 2020 - 05:30
04/11/2020 as 00:00 | Por Sinval Campelo | 338
Câmara de Mafra arquiva denúncia contra vice-prefeito Vicente Saliba
Vereadores afirmam que já há CPI tramitando contra Saliba e vereador de oposição protesta
Fotografo: divulgação
Câmara de Mafra (arquivo)-sbcsul.4.11.20

A Câmara de Vereadores de Mafra não acatou a denúncia com pedido de cassação de mandato do vice –prefeito Vicente Saliba (PSL). A denunciante, a advogada Juceli Sacht,  acusou Saliba, que é também candidato a prefeito nesta eleição de, acumulação do cargo de vice-prefeito e médico da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, localizada no município de Mafra; Nepotismo Cruzado; e Recebimento de valores pelo Plano de Assistência a Saúde dos Servidores Municipais de Mafra – PLASSMA.

 

Por 7 votos contra a abertura de Comissão Processante e 3 a favor, o presidente Eder Gielgen (MDB) arquivou a denúncia, com a alegação de que, já existe uma CPI tramitando no Legislativo contra o vice-prefeito Saliba, e no entender da maioria dos vereadores, não haveria necessidade de se abrir uma nova investigação contra a mesma pessoa tendo como base os mesmos parâmetros.

 

 

O vereador do PL e também candidato a prefeito, Edenilson Schlebauer protestou do arquivamento da denúncia e disse que esta trazia mais conteúdo para investigação e citou o recebimento do montante de R$ 31.760,00  em decorrência de serviços pagos pelo PLASSMA, pelos serviços prestados pelo vice-prefeito na função de médico. Pela lei, Vicente Saliba só poderia prestar serviços à Prefeitura ou órgãos públicos, de forma gratuita, uma vez que, já recebia vencimentos como vice-prefeito.

 

 

-...tem desvios de verba pública e verba de servidores do PLASSMA que não está na CPI...e vejam quanto de dinheiro público e dos servidores está nisso...- disse Schelbauer.

 

 

Votaram pelo arquivamento da denúncia os vereadores Valdir Sokolski (PSD), Claudia Buss (MDB), José Marcos Witt (PDT), João Reiser (PSL), Cirineu Correa (PSD), Vanderlei Peters (PSL) e Marise Valério (MDB). Votaram pela abertura da CP os vereadores Abel Bicheski (SD), Edenilson Schelbauer (PL) e Dimas Humenhuck (PL).  

 

Sem transmissão

 

O legislativo de Mafra emitiu nota à imprensa sobre a não transmissão ao vivo da sessão ordinária, via online, como ocorre semanalmente.

 

Nota

 

A Câmara Municipal de Mafra informa que ocorreu problemas na transmissão ao vivo da sessão ordinária desta terça-feira, 03.

Segundo o técnico de informática, Roberto Fernando Nehls, houve um problema de transmissão para o canal da Câmara Municipal de Mafra no Youtube. Nehls realizou teste na infraestrutura de Tecnologia de Informação (TI) interna e em outros dispositivos externos, onde foi constatado que tratava-se de um real problema na transmissão com o canal do Youtube.
O áudio da sessão ordinária será disponibilizado após o término da reunião.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil