Cidadão Repórter

(47)997532591
Mafra(SC), Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020 - 19:02
21/10/2020 as 02:46 | Por Sinval Campelo | 694
As várias versões sobre o vídeo das caixas com material da saúde abandonado
Vereador vê politicagem nessa denúncia
Fotografo: divulgação
Local da denúncia-sbcsul.21.10.20

É ou não é...e tem várias versões sobre o polêmico vídeo que o vereador e candidato a prefeito de Mafra, Edenilson Schelbauer (PL) postou nas redes sociais por volta das 11h da manhã desta terça-feira, 20. A denúncia em vídeo mostrava Schelbauer e policiais militares num depósito fazendo vistoria do que, supostamente iria viralizar na internet como sendo caixas de medicamentos para covid-19 não aproveitadas pela Secretaria de Saúde de Mafra.

 

1ª versão : Schelbauer diz que a Câmara recebeu a denúncia anônima e ele, mais os vereadores Eder Gielgen (MDB) e  Clecio Witt (PSDB) se deslocaram até o local para averiguar os fatos e que, espera laudo técnico do Instituto Geral de Perícia para se pronunciar.

 

2ª versão: Clecio disse durante sessão da Câmara desta terça-feira, 20, que Schelbauer recebeu a denúncia e este chamou Eder e Clecio, os vereadores que estavam na Câmara naquele momento para acompanhá-lo e chegando no local, como o imóvel está sob judice, eles acionaram o oficial de justiça para se fazer presente, enquanto isso, o vigia do local viu a movimentação e achou tratar-se de vândalos e acionou a PM que chegou em seguida. Clecio então diz que os vereadores acharam por bem ligar para o delegado de Polícia Civil, Lucas Magalhães para que também acompanhasse a vistoria do local.

 

3ª versão: O comandante da Polícia Militar, Marcelo Pereira, contou ao SBCSul que, os policiais militares foram chamados pelo Oficial de Justiça para prestar segurança a averiguação realizada no prédio em litigio, uma vez que, um grupo de vereadores pretendia averiguar uma denúncia. Segundo o Comandante, a guarnição se deslocou até o prédio da antiga Cooperativa dos Ferroviários, a qual até o ano passado funcionava a Casa de Show Dubai Café, para   prestar apoio ao oficial de justiça, e que a diligência dos vereadores não tinha relação com a PM e esclarece o comandante que, os vereadores tentaram adentrar no local e sem a presença do advogado da massa falida e do oficial de justiça e que a ação não foi permitida. Marcelo Pereira diz que o oficial de justiça acionou a PM para acompanhar.

 

4ª versão: em nota a secretária de Saúde, Jaqueline Veiga diz que não há qualquer medicamento utilizado para o tratamento do Covid-19, como circulou notícia nas redes sociais, logo no início da tarde, nas 40 caixas que estavam no porão do prédio que está em litigio judicial. Ela diz se tratar de caixas com gesso ortopédico que foi doado pela Secretaria de Saúde para o profissional da Unc, Edson Prudêncio Ribeiro, para este poder utilizar em cursos que iria ministrar aos seus alunos, mas que, o curso não chegou a acontecer devido a pandemia. Disse ainda que o material foi comprado em 2015 para ser utilizado em mobilização de pessoas com fraturas, mas que foi deixado de lado porque em 2017 a UPA entrou em funcionamento esse material não é utilizado pela unidade. São só 40 caixas, não são muitas acrescenta. A doação do material ortopédico para o profissional Edson Ribeiro está registrado em documento, com data de 5 de agosto de 2019.   

 

A dúvida – o vereador e candidato a vice prefeito, José Marcos Witt (Witinho-PDT) ficou indignado de saber pelas redes sociais o que havia acontecido e questionou ao vereador Eder do porquê ele e os demais vereadores não terem ficado sabendo da denúncia e da averiguação in loco. Wittinho esboçou ares de que todo o processo de denúncia e deslocamento dos vereadores até o local foi arquitetado politicamente.

 

Eder disse que foi tudo tão rápido e Clecio adiantou que Schelbauer é que havia recebido a denúncia e que eles precisavam averiguar a veracidade dos fatos antes que as supostas provas de crime de corrupção fossem retiradas do local. A explicação de Clecio e de Eder não convenceram o vereador Witinho.

 

 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil