Fotografo: divulgação
...
Bielecki,Vilela, Zonta e Sokolski-sbcsul-10-11-19

Vai ficar na memória de todos os que prestigiaram na última quinta-feira, 07, a outorga de honrarias a dois personagens ilustres da economia do município mafrense. A Câmara Municipal de Mafra concedeu título de cidadania honorária mafrense aos homenageados Andrelino Vilela (Fundador e Presidente do Grupo Vilela) e Pedro Joanir Zonta (Fundador e Presidente do Grupo Condor). A sessão solene ocorreu no London Club, em Mafra.

 

A trajetória de vida desses dois homens ilustres foi dissertada por um membro do cerimonial do Legislativo e a cada passagem da história de dificuldades enfrentadas e de superação por parte dos dois homenageados, o público presente que não conhecia esse legado de vida e de   empreendedorismo de Andrelino Vilela e de Joanir Zonta pode ter a certeza que o título dado à eles pela Câmara foi muito oportuno e merecido.

 

Hoje o Grupo Condor tem 45 anos, 28 hipermercados, 18 supermercados, 5 supermercados com lojas de eletrônicos e abre espaços para outros comerciantes de fast foods, farmácias e loterias. Mas Zonta conta que não foi fácil, de família humilde trabalhou em olaria com o pai e depois viu a oportunidade de se aventurar pelo mundo do comércio e comprou um armazém e fez dele a sua base de crescimento, sempre com fé, apoio da família e muito trabalho. Zonta agradeceu ao apoio dos funcionários e, principalmente, da família para concretizar seus sonhos até aqui, e disse que o Grupo Condor está iniciando uma nova fase, abrindo sua administração para engajamento em novos projetos e contando com apoio sólido de pessoas empreendedoras, que não tem medo do risco, mas que sabem onde pisam.

 

-Eu agradeço por esta homenagem, Mafra nos recebeu tão bem e queremos retribuir o acolhimento...dando apoio ao município - disse Zonta.

 

O segundo homenageado, o empresário português, Andrelino Vilela discursou com o coração. Na sua fala, Vilela afirmou que deixou pai e mãe em Portugal, perdeu contato com eles quando era jovem, mas que sua meta era ser um industrial de sucesso. Destacou o poder de um vendedor empreendedor. Tanto Vilela como Zonta apontaram o segredo do sucesso de ambos à perseverança, fé e aos objetivos focados de um vendedor em ser um homem que não permitiria que o cansaço e as dificuldades tirassem dele a posição de destaque que almejam no mundo dos negócios. Vilela disse que amava Mafra antes mesmo de instalar suas empresas no município. Agora, é grato por ter a oportunidade de gerar empregos, ajudar no desenvolvimento do município e também trabalhar para se tornar a maior empresa farmacêutica veterinária do mundo, atualmente está na terceira colocação.

 

-Eu já me sentia um cidadão mafrense e agora eu sou de direito. Muito obrigado pela homenagem, estou muito emocionado e amo Mafra - pontuou Vilela.

 

Durante uso da palavra, o presidente da Câmara Municipal de Mafra, Valdir Sokolski, destacou a importância dos homenageados para o município, seja por meio das suas empresas ou por meio de ações voltadas à comunidade. Já o prefeito, Wellington Bielecki, enfatizou que o título de cidadania honorária mafrense torna os homenageados irmãos e que é uma forma de agradecer por tudo que fizeram e fazem pelo município. A vereadora Claudia Bus (PTB) falou em nome dos 13 vereadores.

 

A próxima sessão ordinária ocorre na segunda-feira, 11, às 19 horas, no Plenário da Câmara Municipal de Mafra.

 

 

(Esta matéria jornalística teve repercussão em Portugal, segundo informaram internautas e em breve estaremos divulgando dados a respeito).